10/11/2010

Eu... Rainha das mil e uma noites


No teu corpo me encontro
Rainha das mil e uma noites
Que outrora fui…
E serei, por toda a eternidade
Meu corpo aberto
Para te receber, em festa
E te guardar num cofre
De puro sentimento, ardente
De alma plena e espírito elevado
A um céu de diamantes,
Feitos estrelas,
Que só nós olhamos… e sentimos
Numa dádiva plena
De serenidade e paz

Nefertiti

2 comentários:

JoséManuelBarbosa disse...

Nefertiti mulher-quase-deusa mulher
de incontáveis feitos
beleza feita corpo de alma plena, reencontro-te novamente como se fora a primeira vez nos confins dos desertos habitados
habituados à errancia nómada dos espíritos libertados...
reencontro de emoções serenas de estrelas nos olhares...

Aleatoriamente disse...

No escorrer da ousadia.
Um sentimento sem véus, e a poesia vestindo-o no mais fino desejo.
Belo poema.

Beijo.
Fernanda